quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Capela histórica atrai atenção no Centro do Rio durante reforma

A bicentenária Capela do Menino Deus está prestes a completar 271 anos de história e de presente está sendo totalmente restaurada. O novo e o velho se misturam e sua nova “roupa” já atrai a atenção de quem passa pela Rua do Riachuelo, próximo aos Arcos da Lapa.

Berço das Carmelitas no Brasil, a pequena Igrejinha é uma das mais antigas do Rio de Janeiro, porém não tão conhecida como outros templos centenários da cidade. Da primeira construção erguida pelas irmãs Jacinta e Francisca em 1743, nada restou. Abandonada e arruinada no século seguinte, passou décadas sem cerimônias, mas a fé dos devotos do Menino Jesus nunca deixou ruir a construção espiritual desse lugar.
Reerguida em 1925 pelos Vicentinos, a Capela do Menino Deus passou pela maior reforma desde então e para isso os vicentinos não pouparam esforços novamente. Entre as grandes melhorias estão:
1 – Reforma total do telhado para extinguir vazamentos;
2 – Substituição de toda a parte elétrica para acabar com maus contatos e criação de tomadas;
3 – Pintura e acabamentos da parte interna e externa, incluindo a Sacristia;
4 – Troca do piso externo e limpeza do piso interno;
5 – Reforço da escadaria externa;
6 – Instalação de refletores externos que ascendem automaticamente quando anoitece;
7 – Limpeza das Imagens;
8 – Substituição do altar;
9 – Envernizamento dos bancos, porta e coro;
10 – Retorno da cor original da fachada;
11 – Construção de rampa de acesso e plataforma móvel  para acesso de idosos e deficientes;
12 – Reforma do banheiro da Secretaria
13 – Reforma do Salão Pastoral com mudança de piso, iluminação, portas e janelas.

A reforma está prevista para acabar antes do Natal. Enquanto isso, as Missas estão acontecendo na garagem ao lado da Capela nos seguintes horários: Domingo às 7:00 e 8:30, segunda às 18:00 e de terça à sábado às 17:00. 
A Igreja fica no número 75 da Rua Riachuelo, no Centro do Rio e abre 30 minutos antes da Missa.
 
Fotos e Texto: Ariel Carvalho (PASCOM Vicariato Urbano)
 
 


 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate