sexta-feira, 26 de julho de 2013

Via Sacra emociona peregrinos em Copacabana


Temas atuais envolvendo os jovens ganharam destaque durante a encenação da Via-Sacra que aconteceu na noite desta sexta-feira, 26, na orla da Praia de Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio 2013). Com 13 das 14 estações ao longo de 900 metros da parte central da Avenida Atlântica, e a parte final no palco central, a Via Sacra foi representada por 280 voluntários e narradores.
Antes da Via-Sacra, o Papa Francisco percorreu de papamóvel o trajeto de cerca de quatro quilômetros entre o Forte de Copacabana e o palco. Durante o caminho, o Santo Padre desceu do veículo em dois momentos: para abençoar uma imagem de São Francisco na orla e, em seguida, para cumprimentar os deficientes físicos que iriam participar da encenação.
Dezenas de jovens participaram da apresentação, alguns com a função de carregar a Cruz Peregrina e outros com as bandeiras dos países participantes da Jornada. Já nas estações da Via Sacra, atores e músicos conhecidos do grande público e consagrados da Igreja Católica citavam as passagens bíblicas nos palcos montados. A encenação durou cerca de uma hora e quinze minutos.
A cada estação, a passagem bíblica lida era relacionada a temas atuais, como a defesa da vida, o problema das drogas, a violência que aflige a sociedade, entre outros.
Após a apresentação, o Papa Francisco destacou a presença da cruz na vida dos cristãos e fez três perguntas. “O que a peregrinação da Cruz da Jornada nos últimos dois anos deixou para os jovens brasileiros; o que ela deixou em cada um deles; e o que a cruz ensina?”
O Sumo Pontífice reforçou que Jesus se une aos que estão em dificuldades, aos que sofrem, independentemente do motivo, pois Cristo acolhe a todos de braços abertos. O Papa Francisco também reafirmou que a Igreja e os fiéis não estão sozinhos, já que Ele venceu a morte e oferece fiel amor para a salvação daqueles que creem. Lembrou ainda dos mais de 240 jovens mortos no incêndio da boate Kiss, da cidade de Santa Maria (RS) no início de 2013.
O Papa Francisco questionou os jovens sobre a maneira como desejam carregar a cruz, como Pilatos que lavou as mãos ou como Cirineu, que ajudou Jesus a carregar o madeiro, ou mulheres como Maria e Madalena, que não tiveram medo de continuar a Seu lado. Segundo o Papa, essa é a pergunta que Cristo faz: se os jovens desejam ajudá-Lo a carregar a Cruz nas alegrias e sofrimentos.
Estações
A 4ª estação da Via-Sacra teve como tema “o jovem falando em nome das mães”. Na encenação, Jesus encontra sua mãe aflita. A estação retrata as dores e sofrimentos que as mães sentem por seus filhos, além de trazer diversas mensagens sobre a valorização e defesa da vida.
O destaque foi a participação especial da atriz Cássia Kis, que representou a personagem de Maria, Mãe de Jesus. “Foi muito especial, representar para todos esses jovens de fé, de várias línguas e culturas, me sinto abençoada”, finaliza bastante emocionada.
No mesmo palco, também atuaram diversos voluntários diocesanos. Miriam Santos, 48, da paróquia de Sant´Ana de Campo Grande, conta dos problemas que enfrentou e a superação. “Achei que não conseguiria participar da Jornada Mundial da Juventude por vários problemas, mas graças à Deus acabou dando tudo certo e aqui estou eu junto com minha filha”, disse.
Incenso dos cinco continentes

A orla de Copacabana ficou perfumada durante a Via-Sacra na noite desta sexta-feira, 26. Na celebração, foram queimados 10 quilos de incenso com grãos fabricados nos cinco continentes.Segundo o diretor do setor de Atos Centrais da JMJ Rio2013, padre Renato Martins, os grãos serão queimados em turíbulos levados por 45 coroinhas.
“A ideia é perfumar toda a Avenida Atlântica. Numa missa, o normal é queimar até 50 gramas”, destacou. Os grãos de incenso foram produzidos no Brasil especialmente para a visita do Papa Francisco. Batizado de Urbi et Orbi (Da cidade e para o mundo), o incenso foi fabricado pela empresa “Milagros Incensos de Resina”, do interior de São Paulo. Para o proprietário da empresa, Martinho Rocha, a queima do incenso dos cinco continentes mostrará a união dos jovens de todo o mundo na Jornada.
“Selecionamos ingredientes de todos os continentes e assim, quando o Papa consagrar o incenso, estará também consagrando os povos de todo o mundo. É uma grande responsabilidade e estamos muito felizes por poder participar deste momento histórico” disse.Esse incenso foi usado desde a primeira celebração do Papa Francisco no Brasil, realizada em Aparecida, no dia 24. 
PORTAL OFICIAL DA JMJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate