quarta-feira, 24 de julho de 2013

Papa visita a Mãe Aparecida




Nem mesmo uma manhã chuvosa afastou cerca de 150 mil pessoas das ruas de Aparecida. Animados e certos de estarem em comunhão fraterna com o Santo Padre, os féis lotaram a cidade em uma calorosa acolhida. Nesta quarta-feira, 24 de julho, o Papa Francisco esteve na Basílica dedicada à Padroeira do Brasil, de onde presidiu a Santa Missa. Após visitar o local quando ainda era cardeal, por ocasião da 5ª Conferência Episcopal Latino-Americana, o Pontífice retornou à casa de Maria e aproveitou para realizar um momento de devoção própria junto àquela que é a Mãe da Igreja.
Ao passear de papamóvel entre o povo, Francisco acenou e beijou algumas crianças. Já dentro da Basílica, o Santo Padre protagonizou um belo exemplo de fé e piedade Mariana diante da imagem histórica de Nossa Senhora Aparecida. Visivelmente emocionado, o Pontífice consagrou o seu pontificado, iniciado há quatro meses, e pediu pela Jornada Mundial da Juventude.  Em sua oração, Papa Francisco exortou: “Ó Mãe, como Vós, eu abraço minha missão. Em vossas mãos coloco minha vida e vamos, Vós-Mãe e Eu-Filho, caminhar juntos, crer juntos, lutar juntos, vencer juntos, como sempre juntos caminhastes vosso Filho e Vós.”.
Ao iniciar a Santa Missa, o Arcebispo de Aparecida, Cardeal Dom Raymundo Damasceno fez um breve pronunciamento e afirmou que, ao visitar o Santuário, o Pontífice visitou todo o país:
— São milhares de romeiros que peregrinam para este lugar, que foi abençoado pela imagem milagrosa, encontrada no rio em 1717 e até hoje aqui venerada. Peregrinando, eles manifestam o seu afeto filial à Virgem trazendo as suas necessidades, mas guiados pela esperança de fortalecer a fé e alimentar a caridade. Quando o Bispo de Roma se faz também um romeiro de Nossa Senhora, todos nós nos sentimos confirmados na verdade da fé por aquele que preside na caridade todas as Igrejas. (...) Ao visitar este Santuário, Vossa Santidade está visitando todo o Brasil, disse.
Dom Damasceno presentou o Papa Francisco com uma réplica da imagem de Nossa Senhora Aparecida, confeccionada por um artesão local. Por sua vez, o Santo Padre ofereceu ao Arcebispo de Aparecida um cálice.
Com a Basílica lotada, Francisco deu início à Eucaristia. Quem conseguiu participar da celebração no interior do Santuário chegou cedo ao local. Desde a madrugada desta quarta-feira, uma enorme fila já se formava à espera da abertura das portas. Mas mesmo aqueles que não conseguiram ficar dentro do templo, puderam acompanhar pelos telões instalados na área externa do Santuário. Até mesmo a eucaristia foi distribuída para quem estava do lado de fora.
Durante a Homilia, Papa Francisco ressaltou a figura de Maria, aquela que amou e criou Jesus, pedindo a Sua intercessão para aqueles que buscam transmitir aos jovens os valores de um mundo mais solidário e fraterno:
— A Igreja, quando busca Cristo, bate sempre à casa da Mãe e pede: “Mostrai-nos Jesus”. É de Maria que se aprende o verdadeiro discipulado. E, por isso, a Igreja sai em missão sempre na esteira de Maria. Assim, de cara à Jornada Mundial da Juventude, que me trouxe até o Brasil, também eu venho hoje bater à porta da casa de Maria, que amou e educou Jesus, para que ajude a todos nós, os Pastores do Povo de Deus, aos pais e aos educadores, a transmitir aos nossos jovens os valores que farão deles construtores de um País e de um mundo mais justo, solidário e fraterno, exortou.
Papa Francisco convidou os fiéis a permanecerem em Deus. O Santo Padre afirmou que Ele caminha ao lado de cada um e exortou os fiéis a não perderem a esperança:
 Quantas dificuldades na vida de cada um, no nosso povo, nas nossas comunidades, mas, por maiores que possam parecer, Deus nunca deixa que sejamos submergidos. Frente ao desânimo que poderia aparecer na vida, em quem trabalha na evangelização ou em quem se esforça por viver a fé como pai e mãe de família, quero dizer com força: Tenham sempre no coração esta certeza! Deus caminha a seu lado, nunca lhes deixa desamparados! Nunca percamos a esperança! Nunca deixemos que ela se apague nos nossos corações, disse.
Após conferir a benção e consagrar a imagem de Nossa Senhora Aparecida, Papa Francisco cumprimentou deficientes e crianças especiais. Logo em seguida, o Pontífice também saudou lideres de outras religiões, parando inclusive para uma breve conversa com muitos deles.
Ao chegar à Tribuna Bento XVI, Papa Francisco falou aos milhares de peregrinos. Simpático e sorridente, ele abençoou os presentes com a imagem de Nossa Senhora Aparecida e pediu novamente aos fiéis que orassem por ele.
“Nos vemos novamente aqui em 2017!”. Essa foi a promessa do Papa Francisco em suas palavras aos peregrinos do Santuário Nacional de Aparecida, após a Missa de hoje que ele mesmo presidiu. As palavras comprometidas do Santo Padre pegaram todos de surpresa, inclusive o arcebispo de Aparecida, cardeal Dom Raymundo Damasceno, que disse algo como um “vou cobrar” ao acolher com alegria as palavras do pontífice.
Em 2017, acontecerá a celebração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no rio Paraíba pelos três pescadores. A festa será em sintonia com o Santuário de Fátima, que celebra os 100 anos das aparições de Maria.
PORTAL ARQRIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate