quarta-feira, 10 de abril de 2013

Cruz Peregrina e Ícone de Maria chegam dia 06 de julho na capital do Rio


Depois de viajar por todo o Brasil, levando fé, emoção e preparando todo o país para a Jornada Mundial da Juventude, os Símbolos da JMJ chegam ao estado do Rio de Janeiro. O Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013, em comunhão às dioceses do Regional Leste 1, prefeituras e secretarias de estado e dos municípios se preparam para receberem a Cruz da Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora neste mês de abril
Os Símbolos da JMJ viajarão por todo o Regional Leste 1 por três meses. Chegarão ao estado em 21 de abril e a primeira cidade será Itatiaia, na Diocese de Barra do Piraí, que se privilegiará com a visita das relíquias presenteadas pelo Beato João Paulo II,na ocasião como o Sumo Pontífice e hoje patrono da JMJ, a todos os jovens para evangelização pelo mundo a fora.  
Em todo o estado, a peregrinação da cruz e do ícone ocorrerá até o dia 06 de julho, quando chegarão à cidade sede da JMJ Rio2013. Nesse período, eles visitarão igrejas, universidades, casas de detenções para menores, presídios e lugares onde encontram-se jovens em situação de risco social.
O diretor do COL da JMJ Rio2013, padre Jefferson Merighetti, evidencia que os Símbolos terão acesso às diversas realidades do estado e que irão além dos muros da Igreja Católica.
“É válido destacar que, em todos esses trajetos, haverá um tom teológico do Cristo que vai aos lugares onde estão os mais necessitados. E, dentro dessa realidade, a Cruz da JMJ e o Ícone de Nossa Senhora terão a missão de envolver as diversas realidades existentes em nossas dioceses, onde encontrarão os jovens que mais necessitam deste contato com o Cristo Ressuscitado”, exorta padre Jefferson.    
Desde setembro de 2011, a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora peregrinam pelo Brasil, fazendo da Jornada Mundial da Juventude uma realidade em nosso país.
O jovem Ruy Lima, da arquidiocese de Manaus, relembra quando os Símbolos da JMJ passaram pelo estado do Amazonas. “A maioria da população nem sabia o quê os Símbolos significavam para nós católicos, mas o efeito que surtiu mesmo foi o impacto em locais visitados, onde se encontram pessoas sem perspectiva de vida e com acesso às drogas, lugares que a própria Igreja não havia alcançado”, disse.

Fonte: Site Oficial da JMJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate