terça-feira, 13 de novembro de 2012

Padre Reginaldo Manzotti faz Vigília em Sant'Ana


O Santuário Nacional de Adoração Perpétua, na Igreja de Sant’Anna, no Centro do Rio de Janeiro, ficou lotado para a 13ª edição da Vigília dos Jovens Adoradores, em preparação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio 2013), na última sexta-feira, 9 de novembro. A noite de oração, transmitida ao vivo pela Web TV Redentor, reuniu rapazes e moças do mundo inteiro aos cariocas para estarem diante de Jesus Eucarístico em intercessão pelo encontro mundial com o Papa, na Cidade Maravilhosa, em julho de 2013.

O Padre Regianldo Manzotti presidiu a Missa de abertura do evento, que foi concelebrada pelo Vigário Episcopal do Urbano e pároco local, Padre José Laudares, e por diversos sacerdotes. Durante a homilia, foi destacada a importância de recordar que todos são chamados a ser Igreja e a reconhecer Jesus como o bom pastor, buscando viver a docilidade a ele:

— Temos que ser mais dóceis aos ensinamentos da Igreja. Não basta ser católico por tradição. É preciso crer que a Igreja Católica é caminho de salvação, enfatizou Padre Manzotti.

Com uma pregação corajosa, o sacerdote lembrou a importância da vida sacramental, alertou sobre os riscos do indiferentismo na fé, da falta de respeito ao sagrado e da falta de piedade na vida cristã. Também destacou a responsabilidade de cada um para a evangelização dos que não conhecem Jesus e, portanto, a grande oportunidade que a JMJ Rio 2013 apresenta:

— Eu não tenho dúvidas de que todo mundo tem fé. O problema é onde deposita essa fé..., apontou.

Padre Manzotti levou os jovens a um belo momento de oração espontânea pela juventude do mundo inteiro e ensinou que é preciso saber o que se quer para poder pedir a Jesus:

— Será que Jesus não percebeu que aquele homem citado no evangelho era cego? Lógico que sim, mas ele perguntou o que ele desejava que acontecesse na vida dele. Nós também precisamos saber o que pedir. Então, peça!... Mas peça coisa grande, porque Deus é rico; peça coisa grande, porque Deus é forte; peça coisa impossível, porque Deus é Pai, finalizou.

Também foi Padre Reginaldo Manzotti quem presidiu um momento solene de adoração eucarística e levou a comunidade ao louvor e contemplação de Jesus presente na Eucaristia.

Esta edição da Vigília, que recordou o tema da JMJ de Roma, no ano 2000 — “E o verbo se fez carne e habitou entre nós” —, contou, pela primeira vez, com um momento especial para a apresentação do Youcat, o catecismo jovem com o qual, na JMJ de Madri, o Santo Padre presenteou à juventude. Alexandre Bastos e Patrícia Nicola Menezes, da Comunidade Pequeno Rebanho, foram os escolhidos para falar sobre o tema, utilizando o documento da Igreja, e lembraram:

— Deus nos amou tanto que enviou o seu próprio filho para a salvação da humanidade. (... ) Deus é aquele que vai ao extremo do amor para nos salvar. Então, você é alvo primordial do amor de Deus, enfatizou Alexandre.

A banda Aliança de Misericórdia e o grupo Chamas, formado por Irmãs Paulinas, animaram a noite em oração. E Isabel Azeredo e Silvia Brito, membros da EJNS, levaram à reflexão sobre qual deve ser a conduta pessoal de vida cristã que tem como modelo Maria Santíssima.

— Será que assim como os serventes das Bodas de Caná, vocês estão fazendo aquilo que Jesus quer de vocês?, foi o questionamento feito.

A próxima edição da Vigília dos Jovens Adoradores está prevista para, como sempre, a segunda sexta-feira do mês, dia 14 de dezembro, no Santuário Nacional de Adoração Perpétua, que fica na Praça Cardeal Leme, s/n, no Centro do Rio de Janeiro.
* Fotos: Victor Gonzalez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate