quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Igreja celebra São Crispim e São Crispiniano!


Na noite da última quinta-feira, dia 25 de outubro, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro Dom Roque Costa presidiu a Celebração Eucarística em memória dos mártires São Crispim e São Crispiniano, na Capela localizada próximo à Praça da Cruz Vermelha, no Centro do Rio. Concelebraram o Capelão da Irmandade, Padre Luís Roberto Gomes Martins e o Pároco do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, Padre Otaviano Ribeiro de Almeida.

Na homilia, Dom Roque ressaltou que a vida de um cristão não deve e basear na ilusão:

— A cruz, a dor, o sofrimento, fazem parte da nossa vida. Vivemos cada momento sabendo que Deus nos acompanha, mesmo quando os sofrimentos aparecem. Não podemos perder tempo reclamando, pois a vida cristã não é fácil. Nós vivemos em uma cidade com diversas complexidades como medo da violência, da injustiça, dos momentos de tristeza e abandono. Isso tudo nos impulsiona a abandonar a nossa religião e a nos desviarmos dos caminhos de Deus. Assim também foi a vida dos mártires São Crispim e São Crispiniano, porém eles se desviaram das dificuldades e perseguições, preferindo a morte que renegar a própria fé, comentou.

Durante a Solenidade, Dom Roque empossou a nova diretoria da Irmandade local que foi eleita para os próximos três anos e os convidou a continuarem perseverantes e não se desanimarem durante a dura caminhada que terão pela frente.

No final da Missa, Padre Luís Roberto convidou toda a comunidade para participar dos festejos finais dos padroeiros no próximo domingo, dia 28, com a procissão saindo às 18h da Igreja e seguida da Santa Missa.

Os Santos

São Crispim e São Crispiniano nasceram em Roma e foram martirizados no dia 25 de Outubro do ano 287 da era cristã, na cidade de Soiassons, na França. Embora de descendência nobre, ganhavam o pão como humildes operários: durante o dia eram missionários chefiados para evangelizar na França e à noite, trabalhavam como sapateiros e correeiros (quem faz correias). Foram martirizados após tentativa de fazê-los abandonar sua crença.


*Colaboração e Fotos: Ariel Carvalho
Pascom Menino Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate