sábado, 27 de outubro de 2012

Dia de Finados terá Missa às 9 horas

Na sexta-feira, dia 02 de novembro, haverá Missa dos Fiéis Defuntos na Capela às 9 horas da manhã.

Intenções na Sacristia.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Locais da JMJ atendem expectativas da Comitiva do Vaticano


Durante a última quinta-feira, 25 de outubro, a comitiva do Vaticano visitou todos os locais que já tinham sido propostos pela organização da JMJ Rio2013. A conclusão foi a de que todos os locais atendem às expectativas e necessidades para a realização do encontro dos jovens com o Papa, que será realizado em julho do próximo ano na Cidade Maravilhosa.

Foram feitas observações de natureza técnica, com o objetivo de otimizar o espaço, em vista da liturgia e do protocolo. Durante todos esses dias da visita participaram de todos os momentos representantes dos governos municipal, estadual e federal: Cristiano Jardim, Luiz Carlos Pugialli e Diogo Santana, respectivamente. Em clima de grande colaboração, eles trataram de todas as questões que envolvem o poder público com a comitiva pontifícia e a organização da JMJ Rio2013.

O local para os atos finais da JMJ Rio2013 (vigília e missa) segue em estudo. A comitiva continua no Rio com reuniões privativas com os diversos setores da organização até sábado (27), quando retornará a Roma.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Igreja celebra São Crispim e São Crispiniano!


Na noite da última quinta-feira, dia 25 de outubro, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro Dom Roque Costa presidiu a Celebração Eucarística em memória dos mártires São Crispim e São Crispiniano, na Capela localizada próximo à Praça da Cruz Vermelha, no Centro do Rio. Concelebraram o Capelão da Irmandade, Padre Luís Roberto Gomes Martins e o Pároco do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, Padre Otaviano Ribeiro de Almeida.

Na homilia, Dom Roque ressaltou que a vida de um cristão não deve e basear na ilusão:

— A cruz, a dor, o sofrimento, fazem parte da nossa vida. Vivemos cada momento sabendo que Deus nos acompanha, mesmo quando os sofrimentos aparecem. Não podemos perder tempo reclamando, pois a vida cristã não é fácil. Nós vivemos em uma cidade com diversas complexidades como medo da violência, da injustiça, dos momentos de tristeza e abandono. Isso tudo nos impulsiona a abandonar a nossa religião e a nos desviarmos dos caminhos de Deus. Assim também foi a vida dos mártires São Crispim e São Crispiniano, porém eles se desviaram das dificuldades e perseguições, preferindo a morte que renegar a própria fé, comentou.

Durante a Solenidade, Dom Roque empossou a nova diretoria da Irmandade local que foi eleita para os próximos três anos e os convidou a continuarem perseverantes e não se desanimarem durante a dura caminhada que terão pela frente.

No final da Missa, Padre Luís Roberto convidou toda a comunidade para participar dos festejos finais dos padroeiros no próximo domingo, dia 28, com a procissão saindo às 18h da Igreja e seguida da Santa Missa.

Os Santos

São Crispim e São Crispiniano nasceram em Roma e foram martirizados no dia 25 de Outubro do ano 287 da era cristã, na cidade de Soiassons, na França. Embora de descendência nobre, ganhavam o pão como humildes operários: durante o dia eram missionários chefiados para evangelizar na França e à noite, trabalhavam como sapateiros e correeiros (quem faz correias). Foram martirizados após tentativa de fazê-los abandonar sua crença.


*Colaboração e Fotos: Ariel Carvalho
Pascom Menino Deus

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Relatório sobre a liberdade religiosa no mundo


Foi apresentado nesta semana, em Roma, o “Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo 2012”, realizado pela Fundação “Ajuda à Igreja que Sofre”. Nota-se, através dos dados, que a situação está piorando em relação ao recente passado e que são sobretudo as comunidades cristãs, mas não somente, as que sofrem graves discriminações, que muitas vezes desembocam em agressões e violências.

O relatório examina 196 países, dos quais 131 de maioria cristã. E são precisamente os cristãos os que mais sofrem discriminações e perseguições. Assinala-se também que a mortificação ao professar a própria fé atinge também outras minorias religiosas, com vários níveis de gravidade. Todos são vítimas de simples atos de ultraje e desprezo a atos de opressão e verdadeira agressão.

Uma situação que muitas vezes causa vítimas inocentes e determina atos de represália entre comunidades e etnias diferentes. Por exemplo, na China e em outros países orientais estão em aumento – segundo o relatório – as tentativas de governos de submeterem as comunidades religiosas aos controles do Estado.

Particularmente preocupante a situação nos países da Primavera Árabe, onde as instâncias democráticas dos primeiros momentos deixaram espaço a um islamismo não moderado. Refletindo sobre isso, a Rádio Vaticano entrevistou o jesuíta egípcio, Padre Samir Khalil Samir, especialista no Islamismo da Universidade São José de Beirute.

— Para eles o ideal é impor a xariá islâmica. Pretendem que seja a lei dada por Deus no século VII a Maomé. Sendo uma lei divina é perfeita. Todas as demais constituições – dizem eles – são humanas, portanto, imperfeitas. Os cristãos, sendo uma minoria, apesar de forte, são os primeiros que sentem esta exclusão. A situação, portanto, cada vez mais difícil. A solução? Queremos mudar, mas é necessário uma mudança de mentalidade, da visão política. Estamos, porém, longe de chegar a isso, afirmou.

O extremismo islâmico dá vida a atos de verdadeira agressão também em países africanos, como Quênia, Mali, Nigéria e Chade. Caso extremo é a Arábia Saudita, onde aos 2 milhões de cristãos residentes não é permitido alguma manifestação do próprio credo.

Um capítulo à parte é representado pela Índia e pelo Paquistão, onde, após as violências anticristãs dos anos passados no Estado de Orissa, as leis contra as conversões hoje representam muitas vezes uma desculpa para cometer abusos de poder. E isso apesar da Constituição indiana reconhecer o pleno direito à liberdade religiosa.

Além do mais, muda a situação dos cristãos por causa da mudança da legislação: no Kirguistão, em sentido positivo, e no Tajiquistão, em sentido negativo, pois a nova lei sobre comunidades religiosas está obrigando muitos cristãos a emigrarem.

Mas diante de tantos abusos e tanta dor, não faltam os exemplos luminosos de colaboração e de convivência pacífica entre cristãos e outras religiões. Frequentemente se consegue trabalhar juntos para o progresso da sociedade. Sobre essa questão falou em entrevista à Rádio Vaticano Nino Sergi, Presidente da Organização humanitária Intersos.

— Diante de casos dramáticos, que nos devem fazer ler as realidades e nos fazer reagir, há centenas, talvez milhares, de casos de pequenas comunidades, pequenos vilarejos, pessoas, associações e assim por diante, que, ao invés, vivem ainda, bastante profundamente, o seu relacionamento entre si, considerando-se iguais e ajudando-se mutuamente. Esses aspectos são hoje pouco valorizados e, creio, ao invés, que deveríamos olhá-los melhor e tutelá-los, desenvolvê-los, ajudá-los a crescer, para que não desapareçam. Há ainda muitas realidades onde se dialoga, onde há respeito, onde os muçulmanos nas grandes festas vão à missa e muitas vezes também os cristãos vão às festas muçulmanas, não tanto por causa de uma mistura de religiões, mas por um respeito mútuo, ressaltou.

*Foto: Rádio Vaticano

domingo, 21 de outubro de 2012

Secretaria da Capela Passa por reformas

Há 20 dias iniciou-se a reforma na secretaria de nossa Capela. O espaço será ampliado em 1 metro e o teto rebaixado alguns centímetros. A obra faz parte da reforma geral no prédio anexo da Sociedade de São Vicente de Paulo.

A princípio, a Capela deverá ter seu telhado mexido e sua lateral retocada. Apesar disso, ainda vemos a necessidade de uma reforma de pintura na Sacristia e em toda a Capela, além de envernizar os bancos de madeira. 

07/10 - A primeira foto mostra aantiga porta ainda de pé com a parede de trás já levantada.

14/10 - A antiga parede já abaixo e sem teto.

21/10 - Novo teto já construído

A conclusão ainda não tem previsão, mas pelo andamento deve ser nos próximos 20 dias.

sábado, 20 de outubro de 2012

Exposição Mariana no Rio


Nossa Senhora do Amparo, Nossa Senhora da Conquista, Nossa Senhora do Paraíso, do Perpétuo Socorro, dos Remédios e muitas outras invocações à Virgem Mãe de Deus. Na busca de semear e partilhar a devoção mariana no Rio de Janeiro, o Santuário da Penha organizou uma exposição sobre os diversos títulos de Nossa Senhora presentes na cidade. Em 2012 a exposição completou 12 anos de homenagens à Maria Santíssima contribuindo para uma convicção ainda maior das maravilhas realizadas por Ela.

Aberta somente no mês de outubro, durante o período da festa de Nossa Senhora da Penha, a exposição traz 75 quadros com o resumo das diferentes devoções à Virgem Maria. O trabalho é fruto de uma intensa pesquisa organizada pelo reitor do Santuário Nossa Senhora da Penha, Padre Serafim Fernandes junto de outros trinta voluntários que percorreram as paróquias da Arquidiocese do Rio de Janeiro que têm a Santa como padroeira. Padre Serafim esclareceu que o objetivo da mostra é catequético:

— A ideia nasceu de uma constatação que fizemos de que não existia na nossa arquidiocese um livro sobre as invocações marianas; por conseguinte, nós nos propusemos a fazer um trabalho de pesquisa nesse sentido, de fazer um compêndio que contenha todas as invocações de Nossa Senhora na Arquidiocese e, a partir dessa ideia, formamos uma equipe. Essa equipe se organizou de duas em duas pessoas e foi, então, visitar as Igrejas e capelas que têm a invocação de Nossa Senhora, procurou os padres pedindo autorização para fotografar a imagem no local onde ela é venerada e também fez uma pesquisa da origem da devoção naquele local, explicou.


Quem visita o local da exposição pode ver os quadros dispostos em fileira ao longo da sala. As fotos foram tiradas nas próprias paróquias e emolduradas. Padre Serafim afirmou que a devoção mariana está enraizada na cultura e esse afeto filial que o povo brasileiro dedica a Nossa Senhora também contribui para que existam tantas paróquias em honra à Maria.

— A devoção a Nossa Senhora é uma devoção muito enraizada na cultura latina (...)E o povo brasileiro conserva essa devoção, esse afeto filial a Nossa Senhora. Por isso temos muitas invocações de Maria. Estas 75 expostas nos quadros são apenas a nível de Arquidiocese do Rio de Janeiro. No estado do Rio existem mais invocações ainda, no Brasil muitas mais. Eu, há cerca de dois anos, consegui um livro sobre as invocações de Nossa Senhora no Brasil e, segundo o autor, no país existem mais de três mil invocações a Nossa Senhora, disse. 


A exposição ficará aberta até o dia 28 de outubro, data do encerramento das festividades de Nossa Senhora da Penha, e voltará em 2013 no inicio da Festa da Padroeira. O conteúdo da pesquisa também está disponível no livro “Nossa Senhora: invocações da Virgem Maria”, a venda no Santuário da Penha.

* Colaboração e Fotos: Raphael Freire
PORTAL DA ARQRIO

domingo, 14 de outubro de 2012

Arcebispo do RJ abre o Ano da Fé


O Ano da Fé, que foi oficialmente aberto pelo Papa Bento XVI em Roma na última quinta-feira, dia 11, e no Brasil na última sexta, dia 12, teve também um marco oficial na Igreja do Rio de Janeiro na manhã deste sábado, 13 de outubro, quando o Arcebispo Metropolitano, Dom Orani João Tempesta, presidiu uma Missa Solene, no Santuário de Nossa Senhora da Penha, e instituiu as Paróquias da Arquidiocese – estabelecidas em cada Vicariato –, onde os fiéis poderão obter Indulgência Plenária.

Transmitida ao vivo pela WebTV Redentor, Rede Vida de Televisão e Rádio Catedral FM 106,7, a Celebração Eucarística foi concelebrada pelos Bispos Auxiliares, Vigários Episcopais e sacerdotes da Arquidiocese. Diáconos, seminaristas, religiosos, jovens das diversas expressões de juventude da Arquidiocese, fiéis e turistas também participaram da Missa, colocando no Altar do Senhor o desejo de fortalecer, testemunhar e transmitir a Fé neste Ano proclamado pelo Santo Padre.

— Com esta celebração, abrimos oficialmente o Ano da Fé em nossa Arquidiocese e, ao mesmo tempo, comemoramos os 50 anos do Concílio Vaticano II e os 20 anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica. Que possamos aproveitar e viver intensamente esse belo momento da nossa Igreja, para renovar em nossa vida esse dom de Deus que é a nossa fé, exortou Dom Orani.

Durante a homilia, o Arcebispo afirmou que a Igreja vive um momento histórico e que o Papa Bento XVI pede para que os fiéis aprofundem cada vez mais a sua fé, nesta época em que o mundo passa por tantas transformações.

— Nos últimos 50 anos, muitas coisas mudaram na história e somos convidados a vivermos permanentemente em estado de missão, como discípulos de Jesus, encontrando novas maneiras de anunciar a fé e avançando para águas mais profundas. Diante de todo o trabalho que Deus nos pede nessa transformação social, cultural e religiosa, o Papa nos orienta e nos direciona a encontrar no coração de cada fiel, de cada cristão, o aprofundamento da fé. (...) Cabe a nós, durante este Ano da Fé, termos cada vez mais um encontro com o Senhor e sermos seus anunciadores. Para isso, convocamos toda a nossa Arquidiocese para que, a partir de agora, possa aprofundar a fé com estudos. Cada mês teremos temas para formações em momentos propícios nas paróquias, capelas e mídias sociais, com o objetivo de aprofundarmos alguns aspectos da nossa fé, ressaltou.

Ao iniciar solenemente o Ano da Fé na Arquidiocese do Rio, Dom Orani, logo após a homilia, convidou todos os presentes a reafirmarem publicamente sua Fé, proclamando em quê e em quem crêem. No final da celebração, o Arcebispo entregou aos jovens do Setor Juventude da Arquidiocese – que representam todas as pastorais, movimentos e novas comunidades que trabalham incentivando a juventude do Rio de Janeiro –, exemplares do YouCat – Catecismo Jovem. No momento da entrega, o responsável pelo Setor Juventude, Padre Renato Martins, discursou e agradeceu a “Ajuda à Igreja que Sofre” (AIS) pela doação de 8 mil exemplares do YOUCAT, que serão distribuídos para os jovens no próximo domingo, 21 de outubro, no Dia Nacional da Juventude (DNJ), no Parque Madureira. O Sacerdote leu ainda um trecho da mensagem escrita pelo Santo Padre na apresentação do Catecismo:

“Peço-vos, portanto: estudai o catecismo com paixão e perseverança! Para isso, sacrificai tempo! Estudai-o no silêncio do vosso quarto, lede-o enquanto casal se estiverdes a namorar, formai grupos de estudo e redes sociais, partilhai-o entre vós na Internet! Permanecei deste modo num diálogo sobre a vossa fé!”, exortou o Santo Padre.

Finalizando a Missa, o Bispo Auxiliar Dom Pedro Cunha leu o decreto que estabelece as Igrejas da Arquidiocese que serão locais de peregrinação, romaria e onde serão dadas as indulgências. Os fiéis que desejarem obtê-las devem procurar as Paróquias estabelecidas em cada vicariato.

Vicariato Norte
Basílica Nossa Senhora de Lourdes, em Vila Isabel.

Vicariato Oeste
Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Realengo.
Santuário Nossa Senhora de Fátima, no Recreio.
Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Santa Cruz.

Vicariato Sul
Paróquia Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado.
Nossa Senhora da Paz, em Ipanema.

Vicariato JacarepaguáParóquia Nossa Senhora do Loreto, na Freguesia.

Vicariato Suburbano
Santuário da Divina Misericórdia, em Vila Valqueire.

Vicariato LeopoldinaSantuário de Nossa Senhora da Penha de França, na Penha.

Vicariato UrbanoCatedral Metropolitana de São Sebastião, Centro.
Igreja de Sant’Ana, Centro.

Os fiéis poderão lucrar as indulgências ao cumprirem as condições habituais de confissão sacramental, comunhão eucarística, oração pelas intenções do Papa, rezar um Pai Nosso, Ave Maria, Credo, acrescentando outras invocações em honra à Santíssima Virgem. É possível receber as indulgências nos locais determinados, sempre que houver celebrações especiais a serem programadas ao longo do Ano da Fé.

* Fotos: Fátima Lima
PORTAL DA ARQUIDIOCESE DO RIO

sábado, 13 de outubro de 2012

Cristo Redentor faz 81 anos


Símbolo de acolhimento com seus braços abertos, referência no Rio de Janeiro e em qualquer cidade do mundo, representação da fé e da hospitalidade do povo carioca. O Cristo Redentor - que na última sexta-feira, 12 de outubro completou 81 anos - no alto de seus 710 metros a cima do nível do mal, continua encantando moradores e turistas com sua beleza e magnitude, que transcendem a sua idade.

O local, que já recebeu o então Papa João Paulo II, está entre as sete maravilhas do mundo moderno. Transformado em Santuário em 12 de outubro de 2006, quando em seu interior foi entronizada a imagem da Virgem Aparecida, o Cristo Redentor não é apenas um ponto turístico. Ele é local de peregrinação, que foi erguido com o dinheiro doado pelos fiéis de todo o Brasil e que traz consigo a força de um povo, do maior país cristão do planeta, que não se cansa de testemunhar a sua fé.

A construção do monumento foi executada pelo Cardeal Sebastião Leme da Silveira Cintra, a quem se deve a ideia, o concurso, os trabalhos, as opções feitas, a liderança para angariar fundos e finalmente a inauguração do Cristo Redentor. Na ocasião da abertura, há oitenta e um anos, na presença do Presidente da República, do governo e de todo o corpo diplomático, o Cardeal afirmou: “Cristo vence, Cristo reina, Cristo impera, e contra todos os males defenda o Seu Brasil”. E desta forma, o Cristo continua reinando, observando e protegendo a cidade do alto do Corcovado, como um amigo fiel que, mesmo não podendo ser visto de todos os pontos da cidade, não há quem não saiba que ele está ali, silencioso, mas sempre atento e acolhedor.

Apesar das dificuldades e oposições na época da edificação, o Cristo Redentor foi erguido. Este gigante de 81 anos encanta e surpreende da mesma forma como em 1931. E mesmo quem trabalha no monumento diariamente se diz cada vez mais maravilhado com o que o Cristo tem para oferecer. Wilson Antonio Bernardo trabalha na manutenção da capela Nossa Senhora Aparecida, situada na base do Monumento. Ao longo dos seis anos em que trabalha no Cristo, ele destacou a presença de Nossa Senhora de Nazaré e a gravação do clipe da Jornada Mundial da Juventude como fatos marcantes.

- É muito prazeroso trabalhar no Cristo. Ele não é apenas um símbolo turístico, ele é também um ponto religioso, que está ali em cima abençoando todos que o visitam. Muitos turistas, quando vão ao Cristo, não sabem que ali tem uma capela e ficam todos maravilhados. Duas coisas que me deixaram emocionados neste tempo em que trabalho aqui foi, a primeira delas, o primeiro Círio de Nazaré. No dia estava chovendo muito, mas mesmo assim Dom Orani foi ao Cristo com a imagem, e, segundo, foi a gravação do clipe da JMJ, contou. 


Nestas mais de oito décadas de existência, o Cristo Redentor, representação daquele que é a Luz do Mundo, também é o preferido para a divulgação de campanhas. Através das cores de sua iluminação, o Cristo Redentor abraça diversas causas como o Dia da Diabetes, o Outubro Rosa e o Dia do Nascituro, mostrando ao mundo todo que o Cristo é este símbolo de unidade e preocupação com a humanidade.

Secretária do Santuário Cristo Redentor do Corcovado há três anos, Glaucia Moraes destacou que se sente muito honrada em trabalhar para o Redentor. Ela testemunhou as muitas conquistas de sua vida, em função do trabalho que realiza no maior símbolo do país e do Rio.

— Quando fui chamada para trabalhar no Santuário, estava desempregada havia três anos e senti o acolhimento de Jesus ao me levar para trabalhar justamente em sua casa. Todos os dias, quando chego à sede do Santuário, elevo meu olhar ao Cristo Redentor e agradeço por minha vida, pelo Reitor, Padre Omar Raposo, que além de nosso pastor é um grande amigo de todos nós, por meus colegas de trabalho, e por poder trabalhar para Ele, o Redentor da minha vida. (...) É difícil estar diante de tão belo monumento e não nos sentirmos acolhidos, amados e protegidos por Jesus. Bom mesmo é estar sempre aos pés do Redentor, aquele que não se poupou do sofrimento para salvar a mim e a toda humanidade, destacou Glaucia.

O supervisor da Capela Nossa Senhora Aparecida, Carlos Alberto da Silva, resumiu o que para ele é trabalhar no Cristo Redentor:

- Trabalhar no Cristo é poder contemplar a própria criação de Deus. Cada dia que estamos lá, é um dia diferente, não por circunstâncias das pessoas que visitam o Cristo, mas pelo que diz respeito a admirar a natureza, admirar a criação de Deus. Estar lá no Cristo é viver, dia após dia, como se fosse um milagre em nossa vida, afirmou.

PORTAL DA ARQUIDIOCESE DO RIO

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Padroeira do Brasil é celebrada na Capela

Viva a mãe de Deus e nossa,
Sem pecado concebida!
Viva a Virgem Imaculada,
A Senhora Aparecida!

Aqui estão vossos devotos,
Cheios de fé incendida,
De conforto e de esperança,
Ó Senhora Aparecida!

Virgem santa, Virgem bela,
Mãe amável, Mãe querida,
Amparai-nos, socorrei-nos,
Ó Senhora Aparecida.

Protegei a santa igreja,
Ó Mãe terna e compadecida,
Protegei a nossa Pátria,
Ó Senhora Aparecida!

Amparai todo o clero,
Em sua terrena lida,
Para o bem dos pecadores,
Ó Senhora Aparecida!

Velai por nossas famílias,
Pela infância desvalida,
Pelo povo Brasileiro,
Ó Senhora Aparecida!


terça-feira, 9 de outubro de 2012

Festa de Santa Teresa movimenta Santa Teresa

A Paróquia Santa Teresa de Jesus, em Santa Teresa, irá organizar uma Festa solene em honra à Padroeira. Confira a programação:

12/10 Solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil
8h:
 Santa Missa, convento de Santa Teresa
10h: Santa Missa na Igreja Matriz de Santa Teresa e na Capela Imaculado Coração de Maria, no Morro dos Prazeres
17h: Recitação do Rosário e Adoração com benção do Santíssimo Sacramento
19h: Bingo no Salão Paroquial da Igreja Matriz de Santa Teresa

13/10 Abertura dos Festejos
14h:
 Teatro Infantil sobre Santa Teresa, em comemoração aos 450 anos da fundação do Convento de São José, em Ávila
16h30min: Quermesse com música, barracas de comidas e bebidas, brechó, jogos e brincadeiras
19h: Show com Grupo de Cantores Católicos

14/10
12h30min:
 Almoço da Padroeira
16h30min: procissão em louvor à Santa Teresa e Nossa Senhora Aparecida (saindo da Capela São Maximiniano: Ladeira de Santa Teresa, 128, ao lado da Clínica Vivo House, em direção à Paróquia Santa Teresa, localizada à Rua Áurea, 71)

15/10 Solenidade de Santa Teresa de Jesus
9h às 12h:
 Adoração e Benção do Santíssimo Sacramento
10h: Santa Missa, no Convento de Santa Teresa
15h: Terço da Misericórdia
18h: Louvor conduzido pelo Grupo de Oração Santa Teresa d’Ávila de nossa Paróquia.     20h: Santa Missa em louvor e honra à Santa Teresa de Jesus (d’Ávila), Padroeira de nossa Paróquia e de nosso Bairro, com benção e distribuição de lírios para todos os paroquianos, professores, artistas e intelectuais do bairro.

A Paróquia Santa Teresa de Jesus fica na Rua Áurea, 71, em Santa Teresa.

domingo, 7 de outubro de 2012

Festa de Nossa Senhora de Fátima no Centro

O Santuário de Fátima no Centro do Rio está realizando a Novena em preparação ao dia 13 de outubro todos os dias as 19 horas.

Abaixo, a programação da festa no dia 13:


Endereço: Rua Riachuelo, 367, Centro

sábado, 6 de outubro de 2012

Solenidade de Nossa Senhora Aparecida será às 9h

A Missa Solene à Padroeira do Brasil será celebrada na próxima sexta-feira às 9 horas da manhã pelo Padre Eduardo Braga na Capela do Menino Deus.

Translate