sexta-feira, 25 de maio de 2012

Capela Senhor dos Passos é inaugurada na Antiga Sé


Símbolo do Brasil Império e resplendor da Igreja Católica pela tradicional procissão da Semana Santa, a Capela do Senhor dos Passos, localizada no interior da Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, foi reinaugurada na última quinta-feira, 24 de maio. Em estilo rococó, a capela passou três anos em reforma. Para marcar a devolução de tamanho patrimônio histórico aos cariocas, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta presidiu a missa, que foi concelebrada pelo pároco da Igreja Nossa Senhora do Carmo, Monsenhor Roque Costa Souza — recém nomeado Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro— na nave da Igreja.

O projeto de restauração foi realizado pela Fundação Roberto Marinho, com patrocínio do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e apoio da Arquidiocese do Rio, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Ministério da Cultura. Dom Orani descerrou a placa de reinauguração e, em seguida, abençoou a capela. 


Durante a Homilia, o Arcebispo ressaltou que a restauração da capela traz consigo a história, não só da região do centro da cidade como do Brasil. Ele afirmou que a capela representa a religiosidade do povo que se propagou ao longo do tempo:

— Nós estamos restaurando monumentos antigos, que marcam a historia do Brasil não apenas como um museu, mas para valorizar o povo que participa. O que nós temos não é só uma historia do passado, que aconteceu, mas de um povo que, ao entrar na capela, também tem a correspondência da sua fé. Isso torna diferente, para nós, a restauração. A arte expressou a fé do povo e os antigos locais têm esse sentido, afirmou o Arcebispo.

Dom Orani lembrou também que Igreja Nossa Senhora do Carmo, que já havia sido restaurada anteriormente, assim como a Capela Senhor dos Passos, servirão de atrativo para os cariocas e turistas, principalmente para aqueles que vierem ao Rio de Janeiro durante a Jornada Mundial da Juventude.

Para a Gerente de Projetos da Fundação Roberto Marinho ver a capela totalmente reformada aflora o sentimento de dever cumprido:

— Nos sentimos abençoados de estarmos devolvendo o esplendor da Capela Senhor dos Passos, que era o nosso compromisso com a Igreja e com a comunidade. Foi uma jornada longa, mas estamos muito felizes em poder devolver a Capela, contou.

Importância Histórica
A Capela Senhor dos Passos destacou-se no cenário religioso pela procissão realizada anualmente na Sexta-Feira Santa, na qual a imagem do Senhor dos Passos, no andor, era carregada pelos nobres da corte portuguesa da capela até a Igreja da Misericórdia, atual Igreja de Nossa Senhora do Bonsucesso.

A capela apresenta tipologia arquitetônica do inicio do século XVII, composta por nártex, nave, retábulo-mor com mesa e baqueta. Sob os painéis encontram-se cartelas preservadas, expondo a iconografia das Armas Christi, que simbolizam os objetos e as armas que levaram Cristo à morte. A expressiva imagem original de vestir do Senhor dos Passos, provavelmente de origem portuguesa, entroniza o camarim do altar da capela. 


Foi na Igreja Nossa Senhora do Carmo que Dom João XVI foi aclamado rei de Portugal, Brasil e Algarves. Nela foram coroados os príncipes Dom Pedro I, em dezembro de 1822, e Dom Pedro II, em julho de 1841. Lá, a princesa Isabel casou-se com o Conde D’eu.

* Fotos: Humberto Teski.

Fonte: Portal da Arquidiocese do RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate