sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Feliz dia de São Sebastião

Sexta feira, 20 de janeiro, dia do Mártir protetor do Rio de Janeiro, dia de São Sebastião! Após a Trezena de preparação aos festejos em honra ao Santo, o dia do Padroeiro da cidade começou com Missa na Igreja de São Sebastião, na Tijuca. O local, administrado pelos frades capuchinhos, é conhecido por guardar três relíquias da cidade Maravilhosa: a pedra fundamental, que deu origem ao Rio de Janeiro, os restos mortais de Estácio de Sá e a imagem do Santo Padroeiro que teria sido trazida pelo próprio Estácio de Sá para a fundação da cidade.

Desde cedo, os fiéis lotaram a Igreja e, vestindo a cor característica do Santo, transformaram o local em um verdadeiro mar vermelho de amor e devoção ao Padroeiro. Flores e fitas também não faltaram para homenagear o Santo. Desde crianças de colo até idosos, todos queriam agradecer e reafirmar a fé no Jovem Discípulo de Cristo.

Iraci Veiga levou a neta de apenas um ano para a Igreja, vestida da cor de São Sebastião. Ela conta que há mais de trinta anos participa das festividades do Padroeiro junto do marido.

- Sempre trouxe minhas duas filhas para cá, vestidas de São Sebastião. Ano passado recebi a benção do nascimento da minha neta. Vou fazer com ela a mesma coisa que fiz com as minhas filhas. Enquanto Deus me der saúde, vou sempre trazer minha neta para cá e, claro, com a roupa de São Sebastião, afirmou.

Crispiniana da Silva é bahiana de nascimento, mas carioca de coração. Ela é mais uma na legião de devotos de São Sebastião que foram à Igreja agradecer a intercessão do Santo.

- São Sebastião é milagroso. Eu tenho problema no joelho e só de conseguir andar, já é um motivo para eu agradecer, disse.

Às dez horas deu-se inicio à Missa Solene. De pé, os fiéis receberam o celebrante, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, acompanhado pelo Bispo de Itaguaí e frade capuchinho, Dom Ubiratan, elo Pároco da Igreja de São Sebastião, Frei Paulo Roberto e pelos Vigários Episcopais Monsenhor Gustavo Auler, do Vicariato Norte e Padre José Laudares, do Vicariato Urbano.

Durante a Homilia, Dom Orani ressaltou o privilégio de começar o ano com os festejos de São Sebastião e pediu para que todos vejam o Santo como um exemplo de firmeza da fé em Cristo.

- Essa é a oportunidade de podermos olhar para a vida de São Sebastião. Que possamos, como ele, exercer bem todas as nossas convicções cristãs. São Sebastião é um sinal de vida cristã. Ele foi testemunha de Cristo, falou.

O Arcebispo lembrou ainda o ano da fé e motivou os fiéis a não desanimarem perante as dificuldades do mundo.

- Diante de todas as dificuldades que existem ao nosso redor, somos chamados a sermos firmes em Deus, somos chamados a ser missionários e a levar adiante a boa noticia, disse.

Na parte da tarde, as festividades de São Sebastião prosseguem. Às 16 horas sai, da Igreja dos Capuchinhos, a tradicional procissão até a Catedral Metropolitana, na Avenida Chile. Em seguida haverá o Auto de São Sebastião e o show "São Sebastião Acolhe a Juventude".
 * Fotos: Guilherme Silva

FONTE: ARQUIDIOCESE DO RIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate