segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Festival de Presépios em Ipanema

Uma das tradições mais antigas do Natal, o presépio, leva ao seio das famílias a verdadeira essência dessa época do ano: o nascimento de Jesus. Em vários bairros da cidade e, principalmente, no espaço do Jardim de Alah, em Ipanema, os cariocas podem apreciar presépios de todos os cantos do Brasil. A terceira edição do Festival de Presépios foi inaugurada oficialmente, na noite da última sexta-feira, 2 de dezembro, e contou com a benção do Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta.

A inauguração foi realizada em um palco montado no Jardim de Alah. No espaço, 20 presépios recriam o nascimento de Jesus, através da diversidade da arte brasileira. Outros dez estão espalhados pela cidade. O Festival de Presépios é considerado pelo Guiness World Records a maior exposição de presépios em tamanho grande a céu aberto do mundo.

Para a organizadora do evento, Tânia Lemos, o Festival vem para unir toda a cidade para o Natal.

— O Festival começou em 2009, inicialmente com 50 presépios. Esse ano continuamos com a mesma dinâmica. Desta vez, são 30 presépios e, como todos os anos, temos obras em comunidades como a Rocinha, Santa Marta e Cidade de Deus. Queremos sempre integrar a cidade com os presépios e levar essa mensagem de paz.

Durante a abertura, Dom Orani abençoou o festival e elogiou a iniciativa. Segundo ele, através da exposição os cariocas conseguem propagar pelo Rio de Janeiro o espírito do Natal.

— Foi no Natal que Deus enviou o seu filho para nos salvar. Ele vem trazer vida para o meio de nós. O mais importante é que o olhar dessas representações artísticas traz tudo aquilo que é o espírito de Natal: confraternização, encontro entre pessoas, o querer estar junto, afirmou.

Dom Orani desejou um feliz e santo Natal aos presentes e pediu para que cada um levasse para suas casas o verdadeiro espírito da festa.

Participando pela primeira vez do Festival de Presépios, Maria Alice Nunes trouxe o marido e a filha para a inauguração. No presépio de número 15 chamado “Luz de Paz”, a professora primária montou o estábulo onde Maria e José seguram juntos o menino Jesus no colo. À frente deles, a manjedoura com carneiros e burros em volta. No fundo do estábulo, uma reprodução do planeta Terra com os continentes iluminados. Acima, um anjo sorri e estende suas mãos sobre a família. Do lado de fora, os três reis magos oferecem seus presentes a Jesus. Toda a estrutura demorou três dias para ser montada e dez para ser produzida. Maria Alice contou, emocionada, como preparou o presépio:

— Foi meu marido quem me incentivou a participar. Ele havia participado no ano passado. A grande surpresa foi ser uma das selecionadas. Tive o apoio também dos meus alunos, que me ajudaram com a decoração. Esse presépio traz uma mensagem de paz. É a luz de Jesus Cristo que traz a paz para o mundo, que pode ser vista ali no fundo — disse a professora que dá aulas para uma turma com alunos entre 9 e 10 anos, em Campo Grande— Natal, para mim, é família, partilhou.

Do lado oposto à obra de Maria Alice está o presépio da família Tavares. O trabalho foi feito a oito mãos. A mãe, Ângela Tavares, contou com a ajuda dos dois filhos, Pablo Gabriel Tavares e Sara Ingrid Tavares e do irmão, Rogério Tavares, para montar o presépio de número um: “A Gruta do Menino Jesus”. Eles construiram uma gruta onde se vê Maria ajoelhada aos pés da manjedoura, com as mãos em oração. José, de pé, olha em direção aos reis magos. Estes, por sua vez ajoelhados, saúdam Jesus. Ângela contou que a ideia de participar do Festival foi uma homenagem à sua mãe.

— Minha mãe gostava de fazer presépios, na época do Natal. Resolvemos participar como uma forma de homenagem à ela, que já faleceu. Somos marinheiros de primeira viagem, nunca tínhamos feito um presépio tão grande. (...) Natal para mim significa a união das famílias, contou.

Outro destaque entre os presépios é a obra feita em argila e latinhas de refrigerante, montada por deficientes visuais do Instituto Benjamin Constant.
Quem for ao Jardim de Alah pode votar no presépio mais bonito, através de uma urna instalada no próprio local. No dia 17 de dezembro os três primeiros colocados serão premiados. Mas a exposição irá até o dia do Natal, 25 de dezembro.

Além dos presépios, a infraestrutura do local também conta com uma Vila do Papai Noel, onde as crianças poderão visitar a Casa do Papai Noel, a Fábrica de Brinquedos ou ainda deixar sua listinha de presentes para o Bom Velhinho. Nos finais de semana haverá shows e atrações, sempre a partir das 17h. A estrutura conta também com uma praça de alimentação e quatro lounges espalhados pelo espaço. A entrada é gratuita.
*Fotos: Raquel Araujo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate