segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Novos Diáconos para o Rio de Janeiro



“Que poderei retribuir ao Senhor por tudo o que ele me tem dado? Erguerei o cálice da salvação, invocando o nome do Senhor”. (Salmo 115, 4). Assim começou a mensagem de agradecimento dos 12 novos Diáconos Transitórios, que foram ordenados no dia 1º de outubro, na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro. A missa, que foi presidida pelo Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, foi concelebrada pelos Bispos Auxiliares e Eméritos, e também reuniu ao redor do altar inúmeros vigários episcopais, sacerdotes, diáconos, religiosos, seminaristas e leigos.

No início do mês missionário, durante a homilia, o Arcebispo do Rio incentivou os presentes a cumprirem o chamado de Deus, sendo “sal da terra e luz do mundo” (Mt 5,13).

— Nós somos chamados a olhar o exemplo de Santa Teresinha, que viveu intensamente a sua missão pela sua vida de oração, em comunhão com toda a Igreja, disse Dom Orani.

O Arcebispo, lembrando do 1º aniversário da nova iluminação externa da Catedral, destacou a coincidência do tema escolhido para a ordenação: “Brilhe a vossa luz diante dos homens” (Mateus 5,16).

— Essa iluminação recorda para nós a missão da Igreja, que é ser luz no meio da humanidade. Assim como a Catedral, nós, como Igreja no Rio de Janeiro, somos chamados a fazer refletir a luz de Cristo nesta grande cidade, incentivou.

A alegria de receber o primeiro grau da ordem também foi demonstrada por sinais externos. Após serem revestidos da estola e da dalmática na paramentação, os novos diáconos puderam, pela primeira vez, abençoar familiares, amigos e os fiéis presentes.

— Meu maior projeto é que o Evangelho seja vivo na minha vida. Ele é o meu sol e eu quero que a Sua luz brilhe através da minha vida, afirmou o neo diácono Leandro Lenin Cardoso.

Ordenação sacerdotal será em 2012

O ministério diaconal desses irmãos que na data deram o seu sim a Deus será exercido pelos próximos seis meses e no dia 14 de abril de 2012, primeiro sábado após a Páscoa, será realizada a ordenação sacerdotal.

— A alegria é muito grande em poder servir a Igreja como missionário, onde Deus nos mandar. Sabemos que pelas nossas forças nada podemos, mas com Jesus somos mais que vencedores, disse o Diácono Júlio César de Souza.

O Diácono Arnaldo da Silva também ressaltou a grande importância do ministério diaconal.

— Junto com a emoção vem a responsabilidade e o compromisso com Deus, com a Igreja e com o povo. Pedimos que todos rezem para que venham mais operários para a messe. Deus nos chama, é um mistério, mas Ele também nos capacita, garantiu.

Confira os nomes dos novos diáconos e as paróquias de origem:

Adriano de Abreu Figueira
Paróquia Cristo Operário e Santo Cura D’Ars – Vila Kennedy

Arnaldo Rodrigues da Silva
Paróquia Nossa Senhora das Graças – Vila Nova, Campo Grande

Carlos Alberto de Azevedo Junior
Paróquia São Benedito – Santa Cruz

Eufrázio Luiz Morais da Silva
Paróquia Sagrada Família – Complexo da Maré

Flávio Matias Oliveira
Paróquia Nossa Senhora da Conceição e Santo Antonio – Campo Grande

Irapuan de Oliveira Fonseca
Paróquia Maria Mãe da Igreja e São Judas Tadeu – Padre Miguel

Josué Modesto Bisker
Paróquia Nossa Senhora das Dores – Rio Comprido

Júlio César Lopes de Souza
Paróquia Divino Salvador - Piedade

Leandro Lenin Silva Tavares Cardoso
Paróquia Imaculada Conceição – Recreio dos Bandeirantes

Rafael Siqueira Silva Pinho de Souza
Paróquia São Benedito – Pilares

Rodrigo Luiz de Souza Azevedo
Paróquia São Mateus – Oswaldo Cruz

Sérgio Luiz Mafra Santos
Paróquia São Vicente de Paulo – Engenho da Rainha

* Fotos: Gustavo de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate