quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Feliz Aniversário Maria Santíssima!


O Nascimento de Maria
A Natividade de Nossa Senhora é uma festividade religiosa celebrada pela Igreja Católica precisamente nove meses depois de comemorar a Imaculada Conceição da Virgem Maria, ou seja, em 08 de setembro.
Esta festa, mais antiga no Oriente, introduziu-se provavelmente na liturgia romana durante o século VII.
Inocêncio IV deu-lhe Oitava no Concílio de Lião, em 1245. No último século, serviu esta data de 8 de Setembro para fixar nove meses antes, a 8 de Dezembro, a festa da Imaculada Conceição. A Santa Igreja, celebrando a natividade da Santíssima Virgem, canta a aurora da redenção, que despontou com o aparecimento de Maria no mundo.
Eva deu à luz a seus filhos na dor, Maria dá à luz o filho de Deus com júbilo. Eva levava consigo as nossas lágrimas, Maria as nossas alegrias. Invoquemos a Virgem a Virgem Santíssima com aquela invocação tão bela da sua ladainha: “Causa de nossa alegria“.

Assim se exprimiu o Padre Antônio Vieira sobre essa celebração:
“Quereis saber quão feliz, quão alto é e quão digno de ser festejado o Nascimento de Maria? Vede o para que nasceu. Nasceu para que dEla nascesse Deus. (…) Perguntai aos enfermos para que nasce esta celestial Menina, dir-vos-ão que nasce para Senhora da Saúde; perguntai aos pobres, dirão que nasce para Senhora dos Remédios; perguntai aos desamparados, dirão que nasce para Senhora do Amparo; perguntai aos desconsolados, dirão que nasce para Senhora da Consolação; perguntai aos tristes, dirão que nasce para Senhora dos Prazeres; perguntai aos desesperados, dirão que nasce para Senhora da Esperança. Os cegos dirão que nasce para Senhora da Luz; os discordes, para Senhora da Paz; os desencaminhados, para Senhora da Guia; os cativos, para Senhora do Livramento; os cercados, para Senhora da Vitória. Dirão os pleiteantes que nasce para Senhora do Bom Despacho; os navegantes, para Senhora da Boa Viagem; os temerosos da sua fortuna, para Senhora do Bom Sucesso; os desconfiados da vida, para Senhora da Boa Morte; os pecadores todos, para Senhora da Graça; e todos os seus devotos, para Senhora da Glória. E se todas estas vozes se unirem em uma só voz, dirão que nasce para ser Maria e Mãe de Jesus” (Sermão do Nascimento da Mãe de Deus — Padre Antônio Vieira)

O Nascimento de Nossa Senhora

“… Eu mesma tive uma visão de Nossa Senhora que veio até mim e disse-me, entre outras coisas, que todo aquele que recitar com devoção, na tarde deste dia (08 de setembro), nove Ave-Marias em honra de seus nove meses no ventre de sua mãe, Anna e de seu nascimento, continuando essa devoção por nove dias, darão aos anjos, a cada dia, nove flores (espirituais) para um buquê que eles receberão no céu e apresentarão à Santíssima Trindade, para obter favores ao suplicante. Mais tarde eu me senti transportada para o alto entre o céu e a terra. A terra permanecia abaixo, escura e atormentada. Acima, no céu, eu vi a Santíssima Virgem diante do Trono de Deus, entre os coros dos anjos e as hierarquias dos santos. Eu vi, construído para ela pelas devoções e orações na terra, dois portais ou tronos de honra que se tornaram finalmente em lugares como igrejas, e mesmo cidades inteiras. Era estranho ver como estes edifícios eram feitos inteiramente de ervas, flores e guirlandas todas entrelaçadas, suas diferentes espécies exprimindo os diferentes tipos e diferentes méritos das orações de seres humanos individualmente ou comunidades inteiras. Eu vi tudo sento tomado pelos anjos ou santos das mãos dos suplicantes e sendo carregadas para o céu.”
Anna Catharina Emmerich, extraído do livro “Santíssima Virgem Maria”

Que a Festa da Natividade nos faça relembrar essa história tão especial, com os olhos agradecidos diante daquela que soube dizer sim e, através disso, tornar-se mãe não somente de Jesus, mas de toda a humanidade.


*Fonte: http://portalcot.com/br/blog/o-nascimento-de-nossa-senhora/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate