sexta-feira, 20 de maio de 2011

O Cristo Redentor está amarelo!

Do dia 19 a 26 de maio é realizada a Semana de Conscientização da Hepatite. A ideia é que, através de ações no país inteiro, a população seja informada sobre o que é a doença e a necessidade de que todos façam o teste para saber se estão infectados. Como símbolo do Brasil e da preservação da vida, o Cristo Redentor recebeu, na noite da última quinta-feira, 19 de maio, uma iluminação especial, nas cores da campanha, para apoiar a causa.

Com a nova iluminação em LED, feita para a comemoração dos 80 anos do monumento, foi possível colocar duas cores de uma única vez. O vermelho e o amarelo, cores da campanha, alternavam no corpo e face do Cristo, ressaltando ainda mais a sua beleza. Quem não viu, terá a chance de assistir o movimento das luzes na noite desta sexta-feira, a partir das 18 horas, quando o Cristo receberá novamente a iluminação especial em prol da causa.

Emocionado com o apoio da Arquidiocese do Rio de Janeiro e com a beleza do Santuário Cristo Redentor, o Presidente da Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite, Humberto Silva, disse que a iluminação do Cristo no primeiro dia da Campanha é um privilégio, pois, sendo símbolo do Brasil, o Monumento iluminado mostra que todo o país está chamando atenção para a causa.

Portador da doença há 40 anos, Humberto explicou que as hepatites B e C atacam o fígado quase sempre sem sintomas e, silenciosamente, desenvolvem graves formas evolutivas. Após 20 anos de infecção é comum surgirem comprometimentos das funções hepáticas, tais como a cirrose e o câncer de fígado.

Antes da troca de luzes, o Reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo, rezou um Pai Nosso com os presentes aos pés do Monumento e realizou uma benção, estendendo a todos os brasileiros. Em oração, ele pediu que a causa seja difundida por todo o país e que as pessoas se conscientizem sobre a necessidade de fazer o teste para detectarem ou não a existência da doença.
Algumas pessoas ligadas à Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite estiveram presentes à cerimônia. O Médico Flair Carrilho, do Hospital das Clínicas de São Paulo, destacou dados da Organização Mundial da Saúde que estimam que até seis milhões de brasileiros não sabem que estão doentes, infectados com as hepatites B e C. Ele alertou para o fato de que quanto mais cedo for detectada a hepatite, maiores são as chances de impedir a progressão ou curar a doença.

O Doutor Carrilho destacou que por os atingidos pela enfermidade não apresentarem sintomas, o ideal seria que todas as pessoas fizessem o teste de detecção das hepatites na próxima consulta médica.

— É um teste barato, feito através de uma simples coleta de sangue. Basta procurar um posto de saúde e solicitar o teste de detecção das hepatites B e C. No caso de possuir plano de saúde, utilize-o, pois todos dão cobertura para a realização do teste, esclareceu.

* Fotos: Leanna Scal - Portal da Arquidiocese do Rio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate