quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Tragédia na Região Serrana do Rio mata mais de 250 pessoas

Igreja em Friburgo ficou totalmente destruída


As fortes chuvas que atingem a região Serrana do Rio de Janeiro deixam rastros de destruição e caos em Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo o número de mortes já passam de 250 pessoas.

Os transtornos também se refletem nas estradas. A RJ-116, que liga Itaboraí, Macuco e Nova Friburgo está interditada. De acordo com a concessionária Rota 116, há 20 trechos de queda de barreiras, só com meia pista livre, e outros sete pontos completamente bloqueados por terra, pedra e lama que desceram das encostas. Na estrada Rio-Teresópolis, o tráfego está liberado do Rio até Teresópolis. No entanto, segundo a concessionária CRT, a partir do km 89 a estrada está interrompida devido a queda de barreira.

Bispo Diocesano de Nova Friburgo, Dom Edney Mattoso, manifestou o seu pesar diante da tragédia na cidade e convocou todas as paróquias do Município a prestarem socorro às vitimas

- Quero manifestar meu pesar diante da tragédia que se abateu em nossa querida Nova Friburgo e quero dizer que, além de oferecer orações em favor do nosso povo tão duramente atingido, convoco todas as paróquias a prestarem socorro às vitimas e desabrigados. Uno-me às famílias que perderam seus entes queridos. A Igreja diocesana quer estar junto do governo e órgãos governamentais em um verdadeiro mutirão de solidariedade, disse o bispo.

Em nota oficial assinada pelo Bispo Diocesano Dom Felippo Santoro, a diocese de Petrópolis também se solidariza com as vitimas. Dom Felippo afirmou colocar à disposição os ambientes das paróquias para os primeiros socorros às vitimas das enchentes. Ele afirmou ainda renovar as orações para que “sejam poupados outros sofrimentos” às cidades atingidas pelas chuvas.

O Vigário Episcopal para a Caridade Social, Padre Manuel Manangão assegurou que o Vicariato está a disposição para ajudar a quem precisa.

- Nesse momento em que as dioceses de Friburgo, Petrópolis e Teresópolis foram atingidas pelas enchentes, levando um estado de calamidade e sofrimento para toda a população daquelas áreas, a Arquidiocese do Rio, através do Vicariato para a Caridade Social, se coloca disponível para ajudar aos que dela precisarem.

Padre Manangão lembrou também a necessidade das doações, sejam em dinheiro ou roupas e alimentos não perecíveis.

- Como sempre a Arquidiocese do Rio coloca à disposição a Cáritas Arquidiocesana. Para ajudas em dinheiro, através do deposito, os interessados podem doar na conta: Banco Bradesco, agência 0814-1, conta corrente 48500-4. Para o recolhimento de mantimentos e roupas que também serão encaminhados para a Região Serrana, tão logo seja possível, as doações podem ser feitas na Sede da Cáritas na Igreja Catedral do Rio de Janeiro, na Avenida Chile.

Segundo o site da diocese de Petrópolis, Dom Felippo confirmou que a Cáritas do Rio de Janeiro já enviou R$ 20 mil para a diocese como ajuda para as vitimas da chuva.

 Durante a trezena de São Sebastião, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta também manifestou seu apoio as vítimas das chuvas na Região Serrana.

*Foto: Globo.com
* Texto: Portal da Arquidiocese do Rio

Um comentário:

  1. Passei aqui lendo. Achei você na irmandade dos blog católicos. Gostei do que vi aqui. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Um abraço e fique com DEUS.

    http://paroquiatibiri02.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate