quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Igreja é a 2ª mais confiável instituição do Brasil

A Igreja Católica ocupa a 2ª posição no ranking de confiança da população brasileira nas instituições. O número faz parte do Índice de Confiança na Justiça, ICJ Brasil, produzido pela Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas, em São Paulo, referente ao 3º trimestre do ano.
Segundo a pesquisa espontânea, 54% das pessoas entrevistadas consideraram a Igreja uma instituição confiável, atrás apenas das Forças Armadas, que obteve 66% de confiabilidade.

Comparando o relatório atual ao do primeiro trimestre, a Igreja Católica foi à instituição que teve o melhor desempenho. Nos três primeiros meses de 2010, ela estava em sétimo lugar, com 34%, e entre abril e junho ela pulou para segundo lugar, com 54%.

Para os analistas, esta posição se deve muito à posição que a Igreja adotou no processo eleitoral, optando sempre pela postura da ética nas eleições e defendendo o projeto Ficha Limpa.

Os índices negativos são os órgãos da justiça, com 33%. O mesmo índice tem a Polícia. O Judiciário e a Polícia só ficam na frente do Congresso Nacional, com 20%, e os Partidos Políticos, com 8%.

As outras instituições ficaram com os seguintes resultados no que diz respeito à confiança da população: grandes empresas e empresas de tevê, 44%; imprensa escrita e governo federal, 41%.

O ICJ Brasil

O Índice de Confiança na Justiça brasileira – ICJBrasil – é um levantamento estatístico de natureza qualitativa, realizado em sete estados brasileiros, com base em amostra representativa da população. O seu objetivo é acompanhar de forma sistemática o sentimento da população em relação ao Judiciário brasileiro.

Foram entrevistados 1.550 pessoas de 7 Estados (Rio Grande do Sul, São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro) durante os meses de julho, agosto e setembro de 2010. Esses Estados representam 60% da população brasileira, segundo dados do Censo de 2000 do IBGE.

*Fonte: Portal da Arquidiocese do Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva no quadro ABAIXO seu comentário sobre esta postagem!

Translate